São Caetano do Sul / SP - terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Tomografia Computadorizada

A invenção da tomografia computadorizada na década de 70 revolucionou o campo da neurocirurgia. A tomografia computadorizada (TC) utiliza a tecnologia do Raio-X combinada a computação gerando imagens em "fatias" (tomográficas) de partes do corpo. Múltiplas imagens tomográficas de qualquer parte do corpo humano podem ser obtidas e combinadas permitindo um detalhamento muito superior a radiografia convencional.

 

A maioria dos pacientes suportam bem o exame. Durante o exame de tomografia computadorizada o paciente permanece deitado em uma mesa. Esta mesa desloca-se no interior de um tubo gerador das imagens. A quantidade de Raios-X emitidos é semelhante a exames radiográficos convencionais.

 

Em alguns exames é requerido o uso de contraste intravenoso. Este contraste ajuda no detalhamento de estruturas específicas. É útil especialmente em infecções, tumores e doenças vasculares.

 

É muito importante notar que nem todos os pacientes podem ser submetidos a aplicação de contraste iodado. Especialmente aqueles alérgicos ao iodo ou a frutos do mar. Em situações específicas é possível a aplicação de contraste iodado em pacientes alérgicos utilizando-se corticóides antes do exame. 

 

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA COLUNA LOMBAR

FRATURA DO CORPO VERTEBRAL DA SEGUNDA VÉRTEBRA LOMBAR